Escrito na Água de Paula Hawkins de TopSeller

By Patricia Ferreira - setembro 15, 2017


SINOPSEUm thriller intenso, da autora do bestseller mundial A Rapariga no Comboio
CUIDADO COM AS ÁGUAS CALMAS. NÃO SABEMOS O QUE ESCONDEM NO FUNDO.
Nel vivia obcecada com as mortes no rio. O rio que atravessava aquela vila já levara a vida a demasiadas mulheres ao longo dos tempos, incluindo, recentemente, a melhor amiga da sua filha. Desde então, Nel vivia ainda mais determinada a encontrar respostas.
Agora, é ela que aparece morta. Sem vestígios de crime, tudo aponta para que Nel se tenha suicidado no rio. Mas poucos dias antes da sua morte, ela deixara uma mensagem à irmã, Jules, num tom de voz urgente e assustado. Estaria Nel a temer pela sua vida?
Que segredos escondem aquelas águas? Para descobrir a verdade, Jules ver-se-á forçada a enfrentar recordações e medos terríveis há muito submersos naquele rio de águas calmas, que a morte da irmã vem trazer à superfície.
Um livro profundamente original e surpreendente sobre as formas devastadoras que o passado encontra para voltar a assombrar-nos no presente. Paula Hawkins confirma, de forma triunfal, a sua mestria no entendimento dos instintos humanos, numa história com tanta ou maior intensidade do que A Rapariga no Comboio.

Opinião

Para aqueles que me seguem no meu canal de youtube, em alguns vídeos eu já mencionei que sempre tive medo das historias de Paula Hawkins e irei explicar o porquê, quando saiu a Rapariga no Comboio, houve tanta hype, tantas pessoas a se passarem com o livro e com tantos spoilers, o que me deixou com imenso medo. Porque havia tanta gente a amar o livro, tanta gente a falar tão bem sobre ele que me deixou com enormes expectativas. E quando acontece isso, eu leio o livro e por ter sempre uma grande expectativa eu não fico assim com muitas surpresas, nem assim tão envolvida.

Devido a isso eu evito sinopses e opiniões de livros que quero ler. Por isso passando para Escrito Na Água, quando soube que a autora iria lançar este livro fiquei super contente e tive que o comprar antes que houvesse pessoas que fizessem opiniões. No entanto, não consegui escapar a algumas das opiniões, mas a única que vi foi de Palavras Armadas e adorei. Ela fez uma opinião espectacular.

Mas vamos começar então a falar deste livro. Ora, bem, como podem se ter percebido está historia é um triller, sobre mortes de mulheres onde os seus destinos acabam no Poço das Afogadas. Um triller mergulhado em mistério, em personagens e loucuras.

Logo no inicio, a autora pinta um cenário negro, quase conseguia ver tudo em preto e branco se não fosse pelos detalhes de cor que a autora nos ofereciam, mas quase conseguimos sentir a humidade, depressão e loucura que existia naquela pequena aldeia. Começamos a conhecer as personagens e começamos a tentar perceber quem será a pessoa por de trás do assassinato. Ou será que seria um suicídio?

Essa é uma das coisas que deixava-me prendida a historia, saber o que realmente se passara com Nel, o que se passara na cabeça dela para acontecer o que acontecera, se ela realmente estava assim tão deprimida para se matar ou se alguém a matara. A medida que todas as personagens são apresentadas, a autora da nos a entender que cada uma tem um segredo, algo que nós faz desconfiar. E uma coisa que vamos vendo acerca de Jules, a irmã de Nel, enquanto ela descobre o que a sua irmã fizera, e tentando descobrir o que ela fez para se matar, vamos vendo que Nel na verdade é uma lutadora, não uma desistente.

No entanto, foi fácil de entender quem era a pessoa por detrás de todas as situações, mas mesmo assim sendo foi surpreendida com o desenrolar da historia, porque apesar de eu adivinhar as coisas ainda fiquei admirada com o final.

Uma das coisas que eu fiquei um pouco desiludida é que pensei que haveria mais situações, ou melhor, que iria haver mais mortes, que iria haver mais momentos de arrepiantes. Além disso, a todo o enredo parecia quase a estender a historia, pois apenas fala do percurso das personagens ao tentarem descobrir o que se realmente se passara. Apesar disso, Paula, tem uma escrita incrível, muito viciante e ao relatar as historias das mulheres que morreram só deixava a historia ainda melhor. Por isso sim, fiquei fã das historias de Paula Hawkins, mas gostava que fosse mais.

Este livro também fala sobre coisas impressionantes, coisas que marcaram Jules que eu não estava de todo a espera, quando percebemos o que se passava a autora dá a entender que Nel aprovou tal acontecimento e dai haver a distancia entre as irmãs que faz com que a Jules não conheça de todo a sua irmã. E é uma coisa que a autora pretende transmitir nesta historia é que nós não conhecemos as pessoas na verdade, e que as vezes as aparências enganam imenso.  


Teoria de conspiração:
A historia em si, é uma reflexão de depressão, visto que fala de varias situações e realidades, como alcoolismo, diferenças de opiniões, obsessões, criticismo, amor, violência e ameaças e o poço das afogadas é uma reflexão das depressões das personagens, sendo o próprio poço uma descrição da própria depressão em si, sendo ele o centro de toda a vila.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários