Avançar para o conteúdo principal

Temperamento 6#, O Lugar Onde Pertenço


- Ella, estás bem?  - Perguntou Liam afastando o meu cabelo do rosto.
Não sabia como mas foi parar ao seu colo, Liam estava com uma mão nas minhas costas consolando-me do meu pesadelo, enquanto me obrigava a olhar para ele. 
No entanto, a nevoa do meu sonho estava ainda a me saltar, tremi e Liam pegou na manta e cobriu-me.
- Ella diz alguma coisa, ou eu juro que irei-te levar para o hospital ou atiro-te ao lago, diz algo. - Disse agarrando no meu pescoço fazendo-me olhar para ele. 
Observei os seus olhos verdes ficaram escuros num instante, respirando fundo. Eu fechei os olhos por um minuto e respirei fundo, aquele pesadelo ainda me assombrava. De repente senti uma pontada no braço.
- Liam, tu pinicaste-me?  - Perguntei rouca.
Ele riu-se e eu de repente fiquei demasiado ciente que tinha as pernas a redor da sua cintura.
- Diz-me o que se passa Ella - Disse passando uma mão no meu rosto.
- Foi apenas um pesadelo Liam, nada demais. 
- Não parecia nada demais Ella.
Eu respirei fundo e desviei o olhar vendo por fim onde estávamos, o lago era enorme e tinha uma pequena ilha no meio, a volta havia uma pequeno pomar e ao olhar para trás reparei que estávamos no meio de um descampado, o carro estava estacionado na pequena estrada de terra.
- Vais-me contar? 
- Só se me contares o que se passou contigo - disse sorrindo. 
Ele bufou e pegou no meu cabelo afastando-me para um lado. Ele observou-me durante algum tempo.  
- Estás mesmo bem? - Perguntou-me. Eu acenei, ele observou-me por um pouco e então acenou. 
- Tens fome? - Perguntou-me preocupado. 
Eu acenei ainda com sono, e ele vindo do nada deu-me uma palmada no cu que por acaso estava quase nu,  eu saltei e ele tirou-me do seu colo.  
- Eu vou-te dar o pequeno-almoço, não sais dai. 
Ele saiu das mantas e reparei que ele estava apenas a usar as calças de ganga que caiam perfeitamente na sua cintura, eu engoli em seco, ele era demasiado perfeito até, pensei sorrindo notando no V das suas costas enquanto abria a mala do carro. Okay, calma ai rapariga! Lembra-te da lista: 
9 - Não me apaixonar
Peguei nas mantas tapando-me melhor para não ficar com frio enquanto eu observava o Liam pegar na geladeira, abrindo-a pegando em algumas coisas para comer. Ele voltou para a minha beira com um pacote de bolachas e leite com chocolate e uns croissant, sentou-se a minha frente e observou-me da cabeça aos pés. 
- O que foi? - Perguntei sorrindo.
- Assustaste-me... num momento estavas a dormir tranquilamente, deixei-te por um segundo quando começaste a gemer e a gritar. Tiraste-me anos da minha vida. 
- Desculpa, não fazia qualquer ideia, as vezes tenho pesadelos e eles ainda me assombram. - Disse abrindo o pacote de leite olhando para a tampa como se fosse a minha salvação.
Ele colocou os dedos sobre o meu queixo e fez-me olha-lo nos olhos.
- Acontece-te muitas vezes. 
Acenei e ele ficou com os lábios comprimidos, observando-me. 
- O que se passou contigo? 
- Eu mudei - disse sorrindo levemente antes de comer. 
- Como mudaste? - Perguntou-me olhando-me.
- Bem... era superficial, afetada e completamente mimada mas então mudei.
- Eu não consigo te imaginar assim - disse olhando-me preocupado.  - O que te mudar?
Eu comprimi os lábios e não disse nada apenas comi em silêncio e ele observou-me interessado. 
- Talvez seja melhor irmos - disse quando acabamos de comer. 
Ele olhou paras as horas era 10 e 30 e acenou, e sorriu para mim ajudando-me a levantar peguei na roupa e vesti-me, ficando com a camisola dele enquanto ele pegava noutra. Arrumamos as coisas e fomos para o carro. 
Voltamos para a estrada e ficamos em silêncio durante o resto da viagem e eu não pode deixar de repara que Liam estava agarrar o volante com muita força, olhei para ele e reparei que ele estava demasiado rígido com os lábios numa linha fina.  
- Diz-me! - Exigiu quase rosnado,  
Olhei para ele admirado, ele estava com os dentes cerrados. 
- Liam,  por favo...
- Eu só estou a pensar em merdas que pode ter acontecido contigo! Diz-me! 
- Não têm nada a ver contigo Liam.  Está no passado! O que está no passado, deve de ficar nele. 
- Ella, diz já! - Exclamou fazendo-me saltar.  
- Okay, depois de tu me contares quem perdeste e porque perdeste! 
Ele bufou e entrou numa estação de serviço estacionou e saiu do carro indo até a mala abrindo e retirando algo e foi rapidamente para a casa de banho fechando a mala com um estrondo. 
Irritada sai do carro e foi atrás dele. Entrei na casa de banho imunda vendo que ele estava a tomar um comprimido, ele olhou para mim admirado e de seguida pareceu furiosa. 
- O que estás a fazer? - Perguntei admirada.  
- Saí! - Exclamou irritado.
- Liam... - disse dando um passo para ele.  
- Cala-te, Ella! Estou farto, saí!
Eu corri para fora da casa de banho e encostei-me a parede furiosa e preocupada. Encolhi-me no chão abraçando os joelhos. 
Eu não entendi o que se passava com Liam, porque é que ele estava a tomar medicamentos e porque é que estava a comportar-se assim. Eu olhei para a porta a espera que ele aparecesse mas nada acontecia, estava a começar a me preocupar. Passaram-se 20 minutos e ele não aparecia, estava a começar a ficar irritada e a ponderar levantar-me e ir ter com ele quando saiu da casa de banho apressado a olhar para todo o lado, assim que me viu é que abrandou e foi ter comigo. Ele estendeu a mão assim que parou ao meu lado. 
- Desculpa, acho que abusei - disse olhando-me como quem estava arrependido.
Eu estendi a mão e agarrei a sua, ele ajudou-me a levantar e então sorriu para mim, não pode deixar de repara que os seus olhos estavam demasiado escuros. Ele elevou-me e ficamos cara a cara.
- Nós estamos um bocado a pressionar, nós nos conhecemos assim tão bem, talvez com o tempo te consiga dizer Liam apenas... dá-me tempo.  
- Então não me pressiones também - disse irritado. 
Bufei e foi em direção ao carro abri a mala e comecei a tirar as minhas malas.  
- Ella, o que raio estás a fazer? - Perguntou-me agarrando nas malas irritado.
- Eu vou apanhar uma camioneta e vou deixar te em paz com a tua impaciente teimosia. Olha invés de ter um pau enfiado no cu devias de ter um pouco de respeito quando disse não.
Peguei nas malas e comecei a ir para a estação mas ele apanhou-me e virou-me.
- Ella, desculpa! Por favor! Vem comigo já - disse agarrando nos meus cotovelos parando-me.
Bufei e vi que ele estava arrependido. 
- Eu não pedi por isto Liam! Eu nao queria! Eu não queria entrar para o carro com um perfeito desconhecido. Muito menos ser pressionada por ele, como se tivesse direito para tal. 
Ele engoliu em seco e respirou fundo antes de pegar no meu queixo me fazendo olhar para ele. 
- Desculpa a serio, fui rude da minha parte e eu prometo, não voltarei a comentar até que tenhas confiança em mim. E acredita, irei merecer essa confiança. 
Engoli em seco e acenei levemente, ele desviou o olhar e pegou nas minhas malas indo para o carro onde ele colocou as na mala. Eu foi atrás dele, e ele assim que fechou a mala sorriu antes de entrar no carro. Eu abanei a cabeça sorrindo indo para o carro.

Horas Mais Tarde...
- Okay, eu estou cansado tu estás cansada - disse Liam sorrindo. - Vamos para um Motel. 
Era 2 da manhã e estávamos ao ponto de cair para o lado, de tão cansados que estávamos, eu acenei quase a dormir de pé, estávamos numa estação de serviço. Eu sentia-me suja e precisava de um banho e de uma cama. Entramos numa loja de conveniência para buscarmos comida e coisas que nós faltássemos. O primeiro corredor era de comida, pegamos em batatas fritas e sanduíches e bebidas, no segundo corredor tinha artigos de higiene, peguei em pasta de dentes, shampoo, gel de banho,  tampões e pensos. Liam olhou para mim enquanto ponha no cesto os artigos. 
- O que foi? - Perguntei estranhando a sua expressão.
- Nada, estás nessa altura? É que isso explicava muita coisa. 
Corei pela intimidade da pergunta, mas tossi e foi para o outro corredor que era roupa, peguei em roupa interior, talvez devesse de comprar um pack de 8, pensei ao ver as opções. 
- Ei Ella - Chamou em surdina o Liam. Olhei para ele, e reparei que estava com uma lingerie de renda, ele arqueou as sobrancelhas duas vezes sorrindo parecendo pervertido. 
- Liam, larga isso! - Exclamei rindo. 
- Vá lá Ella, nunca se sabe... podes precisar disto - disse sorrindo. 
Eu agarrei a lingerie e coloquei no sítio. Liam pegou e pós na cesta revirei os olhos e foi para a caixa, coloquei a cesta no balcão enquanto um senhor com aparência de 30 anos, ele começou a fazer a conta enquanto eu procurava pela carteira, mas Liam entregou o cartão de crédito.
- Liam! - Exclamei.
Ele passou o braço pelos ombros abraçando-me tapando a minha boca para me calar. 
- A minha noiva é um pouco chata - disse ao senhor sorrindo.  
Eu revirei os olhos enquanto o senhor embalava as coisas sorrindo levemente. 
Ele não me largou até sairmos da loja.  Assim que saímos, eu o fiz largar-me e olhei para ele admirada. 
- O que foi? - Perguntou-me sorrindo. 
- Nada! Apenas acho que sou a noiva mais azarenta de sempre, se nem o meu noivo me deixa pagar as minhas coisas. 
- Pará de ser teimosa Ella. 
Fomos para o motel que ficava perto, entramos na receção e o senhor sorriu para nós. Liam foi até ao balcão.
- Queríamos dois quartos não fumadores - disse Liam sorrindo.  
O senhor procurou no computador rapidamente e então sorriu como quem pede desculpa.
- Temos apenas um quarto disponível, não haverá problema? 
Liam olhou para mim para ver a minha expressão.
- Tens medo!?
Eu bufei e ele acenou para o senhor que deu a chave e então fez o pagamento mas eu foi mais rapida com o meu cartão. Eu sorri para Liam que olhou para mim irritado. 
- Tenham uma boa estadia - disse o senhor. 
Nós saímos e Liam entregou-me o saco. 
- Vai indo, toma banho se quiseres,  eu vou buscar a mala. - Disse entregando-me um dos cartões para abrir a porta. 
- Okay - disse sorrindo. 
Ele foi para o parque de estacionamento e subi para o segundo andar a procura do numero 25, quando encontrei entrei e reparei que o quarto tinha as paredes vermelhas,  uma cama em forma de <3 o que me deixou corada, reparando também que tinha espelhos no teto, uma barra de metal !? Que raio de quarto era este!?

Eu estava tão cansada e tão suja que nem me importei coloquei a saca na cama e tirei a roupa interior e o shampoo e o gel de banho e entrei na casa de banho tirei uma toalha do pequeno armário e tirei a roupa e verifiquei a banheira para ter certeza que estava limpa e tomei banho. Senti-me bem depois do banho, quando sai vesti a roupa interior e enrolei a toalha na cabeça antes de sair da casa de banho. 

Ao entrar no quarto vi que Liam estava deitado na cama, todo esticado. Ele não olhou para mim enquanto abria a minha mala que estava aos pés da cama.  
- Ei, veste qualquer coisa sexy Ella, vamos sair e beber, que achas? - Ele perguntou levantando-se indo para a casa de banho.  
- Okay - disse antes que ele fechasse a porta. 
Olhei para minha roupa e bufei, isto ia correr mal. Eu sabia bem, iria-me embebedar assim como planeie e depois iria de certeza fazer algo errado. Olhei para a porta dourada da casa de banho. O que raio iria acontecer?!
O Primeiro Capitulo --> O Começo 
O Segundo Capitulo --> A Voz
O Terceiro Capitulo --> Inconvenientes
O Quarto Capitulo --> Sem Palavras

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Okay! Picture Tag 4#

Depois de ler A Culpa é das Estrelas o Okay para mim está totalmente diferente, já não tem o mesmo significado.

Luz, Picture Tag 3#

Next - Vizinho Perfeito

Olá pessoal,
na próxima parte de Vizinho Perfeito, Eve ignora por completo William, no entanto, ocorre uma acidente entre os seus pais, ao ponto de Eve ser empurrada para William. Mas ela decide afastar-se dela, no entanto as suas amigas só atraem os seus amigos.
Espero que estejam a gostar.
Love Peace and Write.
Kisses Lovewriters <3